quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Poema do mês de novembro

Caminhante

Caminhante, são teus passos

o caminho e nada mais;

Caminhante, não há caminho,

faz-se caminho ao andar.

Ao andar se faz caminho,

e ao voltar a vista atrás

se vê a senda que nunca

se voltará a pisar.

Caminhante, não há caminho,

mas sulcos de escuma ao mar.


António Machado

Poema selecionado pela professora Cândida Perpétua

Sem comentários:

Publicar um comentário