segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Livro do mês de outubro: "Sete janelas com vista para a morte", de Miguel Miranda


Edviges Stout é uma mulher frágil e doente, que dirige com mão de ferro o Grupo Azygus, uma instituição financeira cujos lucros se destinam a filantropia - o que pode ser uma fachada para negócios obscuros. Suspeita que alguém a quer matar e, para o impedir, contrata o detetive Mário França, o maior detetive do mundo, com escritório no Porto, no Muro dos Bacalhoeiros.
Vencedor do Prémio Caminho de Literatura Policial, finalista do Prémio Violeta Negra do Festival de Literatura Policial de Toulouse, Sete Janelas Com Vista Para a Morte é o maior desafio da carreira do detetive Mário França.





Miguel Miranda percorre vários géneros literários, entre o conto, o policial e o romance. Obteve vários prémios literários, como o Grande Prémio do conto APE, o Prémio Caminho de Literatura Policial, e o Prémio Fialho de Almeida, em duas edições. Foi finalista do Prémio PEN de Narrativa e do Prémio Violeta Negra do Festival de Literatura Policial de Toulouse. Está traduzido e editado em Itália e sobretudo em França, onde tem tido destaque.
Sete Janelas com Vista para a Morte é o seu segundo livro na Marcador Editora, seguindo-se a Demasiado Mar para Tantas Dúvidas.