sábado, 3 de novembro de 2018

Livro do mês de novembro: "Casa de espiões", Daniel Silva


Quatro meses após o maior ataque que aconteceu em solo americano, desde o 11 de Setembro, os terroristas deixam uma esteira de morte no West End de Londres.
O atentado é um feito de planificação e levado a cabo em perfeito segredo. Mas tem uma única falha.
Essa ponta solta levará Gabriel Allon ao sul de França, decidido a apanhar o terrorista mais perigoso do mundo, o escorregadio cérebro do ISIS conhecido como Saladino.





Daniel Silva foi jornalista e trabalhou para a UPI, primeiro em Washington e depois no Cairo, como correspondente para o Médio Oriente. Nesse período cobriu diversos conflitos políticos e a guerra Irão-Iraque. Conheceu a sua mulher, correspondente da NBC, e regressaram aos Estados Unidos, onde Daniel Silva foi produtor da CNN durante vários anos, tendo sido responsável por alguns programas muito populares, como Crossfire, The International Hour e The World Yoday, entre outros. Em 1997, logo após o êxito do seu primeiro livro, The Unlikely Spy, Daniel Silva resolveu dedicar-se por completo à escrita, tendo entretanto publicado diversos best-sellers mundiais.
O Washington Post coloca-o «entre os melhores jovens autores norte-americanos de literatura de espionagem» e é com frequência comparado a Graham Greene e a John Le Carré. Vive em Washington D. C., com a mulher e dois filhos.